O último dia de Obama como presidente: Rússia, Cuba e LGBT

EFE – Durante sua última entrevista coletiva como presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quarta-feira que é a favor de manter uma “relação construtiva” com a Rússia, mas pediu ao sucessor, o republicano Donald Trump, que não “confunda” o objetivo das sanções que seu governo impôs a Moscou e que são relacionadas ao conflito na Ucrânia.

Obama se referia às recentes declarações de Trump ao jornal “The Times”, nas quais deixou no ar a possibilidade de colocar fim às sanções contra a Rússia pela anexação da Crimeia e pela ingerência na Ucrânia em troca de um novo corte dos arsenais nucleares.

Anúncios


Categorias:COMUNICAÇÃO, DIREITOS HUMANOS, EFE, LGBT, MÍDIAS INTERNACIONAIS, POLÍTICA, Relacões Internacionais, TODOS

Tags:, , , , ,

%d blogueiros gostam disto: