Peritos protestam: ‘Quebra-cabeça humano e o Caos no Trabalho’

‘Quebra-cabeça humano’, diz perito sobre mortos em massacre no AM

Peritos fizeram mobilização para cobrar estrutura no IML, em Manaus.

Eles dizem que faltam gazes e luvas, além de pedaços de corpos de presos.

Fonte: G1 – Amazonas

Peritos oficiais do Amazonas informaram ao G1 que o processo de identificação das vítimas do massacre no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) é como um “quebra-cabeça humano”.

quebra-cabeca-humano-e-o-caos-no-trabalho-peritos-em-luto

Entretanto, eles contam que faltam “peças”.

Partes dos corpos dos detentos mortos não foram encontradas.

A classe apontou ainda que há falta de estrutrura no Instituto Médico Legal (IML) para atender a demanda.

Dezenas de peritos fizeram uma mobilização, nesta quinta-feira (5), para denunciar a desvalorização da categoria e as condições de trabalho no IML que, de acordo com eles, é precária. Segundo os servidores, houve falta de gazes, luvas e outros materiais para trabalhar no dia da chacina no presídio, no domingo (1º).

O médico-legista do AM, Cleverson Redivo.

O médico-legista do AM, Cleverson Redivo.

Durante protesto, o médico-legista Cleverson Redivo falou das dificuldades e das precárias condições em que os legistas estão trabalhando para identificar os corpos do massacre do Compaj.

“A situação no IML, no domingo à noite, não tínhamos nem luvas e nem gazes. Foi uma correria geral para buscar nos hospitais e fazer empréstimo de material para dar conta da realidade. Infelizmente, não temos programação para responder uma catástrofe desse jeito”, contou.

Por conta do esquartejamento dos corpos, Redivo diz que a equipe encontra dificuldades para seguir com a identificação.

“Nós estamos passando por uma dificuldade grave, porque muitos cadáveres foram decapitados. Estamos com dificuldades de DNA e de arcada dentária. Tem corpos faltando partes e que não conseguimos encontrar”, disse.

quebra-cabeca-humano-e-o-caos-no-trabalho-legistas-no-iml-de-manaus

Redivo afirma ainda que a falta de pedaços pode tornar a liberação de corpos mais lenta.

“Sabemos a causa das mortes, mas não conseguimos fazer a identificação. Chegar e comparar a imagem do corpo e foto é reconhecimento, não é identificação. A identificação vai depender da vontade do governo de fazer as coisas acontecerem de uma forma real”, ponderou.

quebra-cabeca-humano-e-o-caos-no-trabalho-peritos-em-luto-oracao-de-maos-dadas

Os peritos se reuniram em frente ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), na Zona Centro-Sul de Manaus, onde a presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Carmen Lúcia, se reúne com autoridades do Governo do Estado para discutir a situação do sistema prisional do país.

O protesto tem o objetivo de tentar um diálogo para tratar das condições de trabalho no IML.

quebra-cabeca-humano-e-o-caos-no-trabalho

Anúncios


Categorias:DIREITOS HUMANOS, G1, MÍDIAS NACIONAIS, Medicina Legal, POLÍTICA, Reeducandos, SAÚDE HUMANA, TODOS

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: