Companhia das Letras

“Mônica é daltônica?”: Qual personagem não está na Turma da Mônica?

Mauricio de Sousa fala das mudanças que a turminha teve desde a publicação da primeira história na Revista Turma da Mônica. Nesta história, a primeira publicada na revista Mônica, em 1970, o Zé Luís — e não o Cebolinha — inaugura a tradição dos planos mirabolantes para tentar acabar com as temidas coelhadas da dona da rua.

Anúncios

Sejamos todos feministas

Com mais de 2 milhões de visualizações no YouTube e trechos usados em uma das músicas mais famosas de Beyoncé, as palavras de Chimamanda continuam a se espalhar de várias formas, inclusive nos livros. “Feminista: uma pessoa que acredita na igualdade social, política e econômica entre os sexos.”

“Mulheres de cinzas” por Mia Couto

Primeiro livro da trilogia As Areias do Imperador, “Mulheres de cinzas” é um romance histórico sobre a época em que o sul de Moçambique era governado por Ngungunyane (ou Gungunhane, como ficou conhecido pelos portugueses), o último dos líderes do Estado de Gaza – segundo maior império no continente comandado por um africano.

“Diários da Presidência – 1995 e 1996” – FHC

Em novembro de 2015, no SESC Consolação, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso lançou seu livro “Diários da Presidência” em com o filósofo Eduardo Gianetti e o jornalista Celso Barros. A articulação política para a formação do governo. O necessário convívio com o fisiologismo. As intrigas palacianas. Os atritos com o Congresso.

Booktrailer: “Só por hoje e para sempre”, de Renato Russo

“Passei vinte e nove meses num navio/ e vinte e nove dias na prisão/e aos vinte e nove, com o retorno de Saturno,/ decidi começar a viver.” Entremeando as memórias de Renato Russo com passagens de autoanálise e um olhar esperançoso para o futuro, “Só por hoje e para sempre”, diário escrito durante sua internação em uma clínica de recuperação, oferece a seus fãs um contato íntimo com o artista e um exemplo decisivo de superação.