Albert Einstein – Discursos do Refugiado

EXPRESSO

O que Albert Einstein dizia sobre imigração em 1940

Judeu e alemão, o cientista por trás da teoria da relatividade discursou contra segregação racial no início da Segunda Guerra

(Transcrição do vídeo – Original em inglês)

“I am glad that you have me, given the opportunity of expressing to you here my deep sense of gratitude as a man, as a good European and as a Jew.

It cannot be my task today to act as judge of the conduct of a nation, which for many years has considered me as your own.

We are concerned not merely with the technical problem of securing and maintaining peace, but also with the important task of education and enlightenment. Without such reason there would have been no Shakespeare, no Goethe, no Newton, no Faraday, no Pasteur and Lister.”

Royal Albert Hall – Londres – 3 de Outubro de 1933

(7 anos antes do Discurso mostrado na matéria abaixo, sem registro em vídeo ou áudio disponível)

O DISCURSO É POUCO CONHECIDO E FOI FEITO POUCO DEPOIS DOS EUA SE RECUSAREM A RECEBER 937 JUDEUS A BORDO DO NAVIO ST. LOUIS

O DISCURSO É POUCO CONHECIDO E FOI FEITO POUCO DEPOIS DOS EUA SE RECUSAREM A RECEBER 937 JUDEUS A BORDO DO NAVIO ST. LOUIS

Fonte da Matéria: Nexo – Matheus Moreira  •  Fonte do vídeo: Youtube

A Segunda Guerra Mundial estava no início quando o físico teórico Albert Einstein, então integrante do Instituto de Estudos Avançados de Princeton, na Universidade de Princeton, nos EUA, se posicionou contra sistemas de segregação racial.

Pouco conhecido, o discurso mostrava descontentamento com as políticas eugenistas perpetradas pela Alemanha do Terceiro Reich, que se agravaram nos anos seguintes. Einstein criticou as vozes nacionalistas que acusavam imigrantes pelo desemprego entre nascidos americanos.

albert-einstein-em-seu-discurso

“Existe uma incompreensão quando o assunto são imigrantes. O desemprego não cairá ao se restringir a imigração. O desemprego acontece porque há má distribuição do trabalho entre os que são capazes de trabalhar. A imigração aumenta tanto quanto o consumo e a mão de obra. A imigração fortalece não só a economia interna de um país escassamente povoado, mas também seu poder defensivo.”

Albert Einstein

Em discurso ao lado da “Wall of Fame” de negros, indígenas e imigrantes

Albert Einstein fazendo juramento.

Albert Einstein fazendo juramento.

O discurso foi feito em 1940 na abertura da exposição “Homenagem à diversidade da população dos EUA”, ao lado do “Wall of Fame”, um quadro com o nome de negros, indígenas e imigrantes importantes para a história americana criado pelos organizadores da exposição mundial World’s Fair, em Nova York.

“Quanto aos imigrantes, eles são os únicos a quem se pode atribuir o mérito de serem americanos. Pois eles tiveram que enfrentar dificuldades por sua cidadania, enquanto que para a maioria não custou nada nascer numa terra de liberdade civil”, disse o cientista.

Einstein falou sobre a disputa racial americana que dificultava a vida de judeus e imigrantes e disse também que os EUA tinham “uma dívida pesada para pagar por todos os problemas e dificuldades que colocou sobre os ombros dos negros, por tudo o que seus concidadãos fizeram e até certo ponto ainda estão fazendo”.

albert-einstein

Judeu e alemão

Albert Einstein nasceu em 1879, em território do Império Alemão, onde hoje fica o Estado de Baden-Württemberg. Antes de se mudar definitivamente para os Estados Unidos, em 1935, o físico, que também era judeu, já frequentava e morava na cidade americana de Princeton durante seis meses por ano, pois fazia parte do grupo de pesquisadores do Instituto de Estudos Avançados de Princeton.

Einstein estava em solo americano quando os Estados Unidos se recusaram a receber 937 judeus que fugiam da Alemanha nazista a bordo do navio St. Louis, em 1939. Mais tarde, 254 judeus que foram impedidos de se refugiar acabaram morrendo na Europa — muitos deles em campos de concentração.

A história é relembrada pela conta St. Louis Manifest no Twitter. Ela conta as histórias das pessoas que os EUA se recusou a receber — em um contexto político em que o atual presidente do país, Donald Trump, tem feito uma série de políticas anti-imigração.

Albert Einstein, um refugiado do nazismo alemão, tornando-se cidadão americano em 1940.

Albert Einstein, um refugiado do nazismo alemão, tornando-se cidadão americano em 1940.

O DISCURSO COMPLETO

(em inglês)

Speech given by Albert Einstein at the World’s Fair in New York, 1940:

It is a fine and high-minded idea, also in the best sense a proud one, to erect at the World’s Fair a wall of fame to immigrants and Negroes of distinction.

The significance of the gesture is this: it says: These, too, belong to us, and we are glad and grateful to acknowledge the debt that the community owes them. And focusing on these particular contributors, Negroes and immigrants, shows that the community feels a special need to show regard and affection for those who are often regarded as step-children of the nation—for why else this combination?

If, then, I am to speak on the occasion, it can only be to say something on behalf of these step-children. As for the immigrants, they are the only ones to whom it can be accounted a merit to be Americans. For they have had to take trouble for their citizenship, whereas it has cost the majority nothing at all to be born in the land of civic freedom.

As for the Negroes, the country has still a heavy debt to discharge for all the troubles and disabilities it has laid on the Negro’s shoulders, for all that his fellow-citizens have done and to some extent still are doing to him. To the Negro and his wonderful songs and choirs, we are indebted for the finest contribution in the realm of art which America has so far given to the world. And this great gift we owe, not to those whose names are engraved on this “Wall of Fame,” but to the children of the people, blossoming namelessly as the lilies of the field.

In a way, the same is true of the immigrants. They have contributed in their way to the flowering of the community, and their individual striving and suffering have remained unknown.

One more thing I would say with regard to immigration generally: There exists on the subject a fatal miscomprehension. Unemployment is not decreased by restricting immigration. For unemployment depends on faulty distribution of work among those capable of work. Immigration increases consumption as much as it does demand on labor. Immigration strengthens not only the internal economy of a sparsely populated country, but also its defensive power.

The Wall of Fame arose out of a high-minded ideal; it is calculated to stimulate just and magnanimous thoughts and feelings. May it work to that effect.

albert-einstein-em-seu-discurso-de-1940

Anúncios


Categorias:ACERVO WEB, Arquivo Histórico, DIREITOS HUMANOS, Discursos, POLÍTICA, Refugiados, Relacões Internacionais, TODOS

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: