A Música pelos Direitos Humanos

A ‘Anistia Internacional’ e o ‘Live Aid’ são dois excelentes exemplos de iniciativas que ajudaram na compreensão e na promoção dos Direitos Humanos pelo mundo.

Manifestações artísticas como a música, possuem uma penetração na consciência humana que transcendem as barreiras políticas e culturais.

playlist-yt-barra-superior

Anistia Internacional

A Anistia Internacional é um movimento global com mais de 7 milhões de apoiadores, que realiza ações e campanhas para que os direitos humanos internacionalmente reconhecidos sejam respeitados e protegidos. Está presente em mais de 150 países. Todos os dias, alguém, em algum lugar do mundo, recebe apoio da Anistia Internacional.

www.anistia.org.br

Youssou N'Dour, U2, Miles Davis, The Police, Joni Mitchell, Yoko Ono, Rubén Blades, Lou Reed, Joan Armatrading e outros- Ken Regan - Neal Preston para a Amnesty International.

Youssou N’Dour, U2, Miles Davis, The Police, Joni Mitchell, Yoko Ono, Rubén Blades, Lou Reed, Joan Armatrading e outros- Ken Regan – Neal Preston para a Amnesty International.

O compromisso da Anistia Internacional é com a justiça, a igualdade e a liberdade.

A organização é independente de qualquer governo, ideologia política, interesse econômico ou religião. É financeiramente autônoma. Suas atividades são financiadas principalmente por membros e apoiadores, além de doações públicas.

Qualquer cidadão do mundo pode se tornar membro da Anistia Internacional e ajudar a fazer uma diferença real no mundo. O trabalho de pesquisa desenvolvido permite a descoberta de fatos e leva à demanda por mudanças. Sua atuação visa mobilizar e pressionar governos, grupos armados e empresas para promover e proteger os direitos humanos.

Para a Anistia Internacional, quando o direito de uma pessoa é violado, o de todas as outras está em risco.

playlist-yt-barra-superior

Live Aid

Live Aid foi um concerto de rock realizado em 13 de julho de 1985.

O evento foi organizado por Bob Geldof e Midge Ure com o objetivo de arrecadar fundos em prol dos famintos da Etiópia.

Os concertos foram realizados no Wembley Stadium em Londres (com uma plateia de aproximadamente 82 000 pessoas) e no John F. Kennedy Stadium na Filadélfia (aproximadamente 99,000 pessoas).

live-aid-30th-anniversary

Alguns artistas apresentaram-se também em Sydney, Moscou e Japão. Foi uma das maiores transmissões em larga escala por satélite e de televisão de todos os tempos—estima-se que 1,5 bilhão de espectadores, em mais de 100 países, tenham assistido a apresentação ao vivo.

Anúncios


Categorias:Anistia Internacional, Artístico, CULTURA, DIREITOS HUMANOS, HISTÓRIA, Live Aid, MÚSICA, POLÍTICA, Pop Internacional, Rock Internacional, TODOS

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: