Mudança de Van Gaal mostra crescimento do Futebol

Técnico da Holanda, Louis Van Gaal, tira goleiro titular, Cillessen, e ganha o jogo da Costa Rica nos pênaltis

A FIFA é responsável por diversos atrasos no futebol do mundo

Mas técnicos e jogadores fazem sua parte, para continuarmos melhorando este esporte, que consegui reunir nações em torno dele
Tim Krul recebe abraço de Van Gaal após ser o herói da classificação da Holanda para a semifinal da Copa do Mundo
Tim Krul recebe abraço de Van Gaal após ser o herói da classificação da Holanda para a semifinal da Copa do Mundo

O técnico holandês Louis Van Gaal, irritou profundamente seu goleiro titular, Cillessen, quando o tirou do time justamente no momento tão esperado por eles. Onde não têm nada a perder, e ainda podem sair consagrados – os pênaltis.

Contudo, esse recurso já é amplamente usado por técnicos de outros esportes coletivos, como o basquete e o vôlei por exemplo

Jogadores da Holanda fazem festa após a equipe bater a Costa a Rica e se classificar para a semifinal da Copa do MundoNesses esportes, nos momentos decisivos, é muito comum trocarmos jogadores titulares por reservas especialistas em fundamentos necessários em cada tipo de decisão. Quando o reserva Krul, pegou o primeiro pênalti, foi comovente ver, que Cillessen já tinha conseguido engolir o ego, e entrado no clima da equipe. Comemorou mais a defesa do substituto, do que comemoraria a dele mesmo, eu achei.

Van Gaal conversa com jogadores da Holanda em intervalo da prorrogação contra a Costa Rica
Van Gaal conversa com jogadores da Holanda em intervalo da prorrogação contra a Costa Rica

A frieza que víamos por parte da comissão técnica inteira e dos jogadores da Holanda, contrastou bastante com o nosso momento de desespero contra o Chile. Fiquei nos achando emocionais demais, penso eu … rsrsrsss.

Tim Krul entrou no segundo tempo da prorrogação, pegou dois pênaltis e ajudou a Holanda bater a Costa Rica e se classificar para a semifinal da Copa do Mundo
Tim Krul entrou no segundo tempo da prorrogação, pegou dois pênaltis e ajudou a Holanda bater a Costa Rica e se classificar para a semifinal da Copa do Mundo

A Costa Rica também estava aparentemente calma. Depois de mais de 120 minutos de futebol, contando com a prorrogação, levou bem, um zero a zero que acabou provocando a decisão por pênaltis. Todos os cobradores foram bem. Inclusive os dois costa-riquenhos que erraram as penalidades. Creditaria ao goleiro Tim Krul os dois pênaltis defendidos. Não foram mal batidos. O goleiro é que realmente fez o diferencial nas cobranças, onde a Holanda não errou nenhum.

Holanda adotou tática diferente e trocou o goleiro para as cobranças de pênalti em partida contra a Costa Rica
Holanda adotou tática diferente e trocou o goleiro para as cobranças de pênalti em partida contra a Costa Rica
Os telões nos estádios e as super câmeras atuais deveriam, como acontece no futebol americano, ter uma comissão de árbitros nas cabines superiores, para corrigirem os inúmeros erros cometidos pelos árbitros nesta Copa e em todos os campeonatos mundo afora
Torcedores da Costa Rica mostram animação nas arquibancadas da Arena Fonte Nova, em Salvador
Torcedores da Costa Rica mostram animação nas arquibancadas da Arena Fonte Nova, em Salvador

Sendo o futebol tão importante como é, e envolvendo tantos interesses e dinheiro como envolve, deveria ter um sistema de julgamento das jogadas bem melhor do que isto que temos visto. Robben continua apitando e parecendo o Marlon Brando fingindo faltas, e pedindo outras que não existiram. Dessa vez, o árbitro marcou uma falta de frente para o gol da Costa Rica, no fim do jogo … quando a bola ao invés de bater na mão do jogador costa-riquenho, bateu apenas nas costas. E a jogada foi na frente do árbitro.

Quer dizer: bilhões de pessoas vêm a verdade em casa na TV, o estádio inteiro e os jogadores vêm no telão, e o único que não pode ver, é o árbitro – aquele que tem o poder e o dever de marcar direito os lances

Isso é mais do que absurdo. Isso chega a ser ridículo, até.

É incrível vê-los se vangloriando da câmera de linha de gol, um recurso já usado no tênis há um bom tempo.

tim krul, holanda, nederland, netherlands, copa 2014, world cup, goalkeeper, contra Costa Rica, pênaltisO conservadorismo está diretamente ligado ao comando desta instituição arcaica e extremamente corrupta.

Que todos os escândalos espalhados pela mídia mundial, mais uma vez, em decorrência da Copa 2014, ajude a mudar uma ou outra coisa nessa máquina nociva para o futebol, chamada FIFA, e todas suas filiais, como é a CBF. Enfim, voltando ao jogo, deu a favorita Holanda nas quartas, e assim temos as quatro seleções que disputarão o título de Campeã da Copa do Mundo de Futebol do Brasil 2014 – Alemanha x Brasil – Argentina x Holanda É bastante interessante estarmos entre as quatro maiores do mundo. Acho que estamos jogando pior do que em 1994. Temos feito um futebol horroroso. E agora, não temos nem nosso melhor jogador. Seguindo os princípios cristãos de procura pela esperança sempre, em qualquer que seja o trabalho que fazemos na vida, quero crer que o Brasil possa achar em seus outros jogadores, um espírito de superação e gana que têm alimentado nossas conquistas até agora. Afinal, nas grandes competições, a beleza da jornada pode ser muito bem trocada pela glória da conquista. copa 2014 - soccer, world cup 2014, brasilAvante Brasil. E parabéns a holandeses e Costa-riquenhos pela excelente partida de futebol hoje à noite aqui no Brasil. O segundo tempo da prorrogação, com lances emocionantes como aqueles, depois de cansados de tanto correr … lindo jogo. As semi-finais prometem outros espetaculares confrontos. Até lá então.

ver videofólio
ver videofólio

hol 0 x 0 cos

HOLANDA 0 (4) X (3) 0 COSTA RICA

Data: 5 de julho de 2014 Horário: 17h00 (de Brasília) Local: Fonte Nova, em Bahia (BA) Árbitro: Ravshan Irmatov (UZB) Assistentes: Abduxamidullo Rasulov (UZB) e Bakhadyr Kochkarov (QUI) Cartões amarelos: Junior Diaz, aos 37 min. do 1°t, Umaña, aos 6 min., Gonzalez, aos 35 min. do 2°t, Acosta, a 1 min. do 2°t da pror.) (CRC); Martins Indi, aos 18 min. do 2°t (HOL)

HOLANDA: Cillessen (Krul, aos 15 min. do 2°t da pror.); Bind, Martins Indi (Huntelaar, no intervalo da pror.), Vlaar e De Vrij; Kuyt, Wijnaldum, Sneijder e Memphis Depay (Lens, aos 30 min. do 2°t); Robben e Van Persie Técnico: Louis Van Gaal

COSTA RICA: Navas; Acosta, Gonzalez, Umaña e Junior Diaz; Celso Borges, Gamboa (Myrie, aos 32 min. do 2°t), Tejeda (Cubero, aos 6 min. do 1°t da pror), Bolaños e Bryan Ruiz; Joel Campbell (Ureña, aos 20 min. do 2°t) Técnico: Jorge Luis Pinto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s