Um Novo Capital na Economia – Thomas Piketty

O capital no século XXI, do francês Thomas PikettyAlberto Dines, Monica de Bolle, tradutora do livro, o economista Sérgio Besserman, e a editora Catherine Vieira

falam do furor internacional causado por ‘O capital no século XXI’, do francês Thomas Piketty.

Título: O Capital no Século XXI
Autor: Thomas Piketty
Tradução: Monica Baumgarten de Bolle
Editora: Intrínseca
Edição: 1
Ano: 2014
Idioma
: Português
Especificações: Brochura | 768 páginas
ISBN: 978-85-8057-581-1
Peso: 1100g
Dimensões: 230mm x 160mm

[tabs title=”” disabled=”false” collapsible=”true” active=”0″ event=”click”]
[tab title=”PROGRAMA sobre o LIVRO”]

 

As ideias do economista francês Thomas Piketty reunidas no livro “O Capital no século 21” estão causando polêmica e furor na mídia mundial.

Economistas renomados se debruçam sobre o livro, de 950 páginas, para analisar os números e planilhas da evolução da distribuição da riqueza pelo mundo desde a Revolução Francesa.

Apesar de figurar na lista dos mais vendidos do portal de vendas Amazon, a maior livraria online do mundo, e ter recebido elogios de muitos economistas, o livro foi criticado pelo Financial Times, que apontou erros na pesquisa, o que foi descartado imediatamente por Piketty e por outros especialistas.

Para debater o assunto, Alberto Dines conta com a participação da professora de economia Monica de Bolle, tradutora do livro para o português; do economista Sérgio Besserman e da editora do Valor Econômico, Catherine Vieira.

[/tab]
[tab title=”SINOPSE”]

Sinopse

O capital no século XXI, do francês Thomas Piketty.Nenhum livro de economia publicado nos últimos anos foi capaz de provocar o furor internacional causado por O capital no século XXI, do francês Thomas Piketty.

Seu estudo sobre a concentração de riqueza e a evolução da desigualdade ganhou manchetes nos principais jornais do mundo, gerou discussões nas redes sociais e colheu comentários e elogios de diversos ganhadores do Prêmio Nobel.

Fruto de quinze anos de pesquisas incansáveis, o livro se apoia em dados que remontam ao século XVIII, provenientes de mais de vinte países, para chegar a conclusões explosivas.

O crescimento econômico e a difusão do conhecimento impediram que fosse concretizado o cenário apocalíptico previsto por Karl Marx no século XIX. Porém, os registros históricos demonstram que o capitalismo tende a criar um círculo vicioso de desigualdade, pois, no longo prazo, a taxa de retorno sobre os ativos é maior que o ritmo do crescimento econômico, o que se traduz numa concentração cada vez maior da riqueza.

Uma situação de desigualdade extrema pode levar a um descontentamento geral e até ameaçar os valores democráticos.

Mas Piketty lembra também que a intervenção política já foi capaz de reverter tal quadro no passado e poderá voltar a fazê-lo.

Essa obra, que já se tornou uma referência entre os estudos econômicos, contribui para renovar inteiramente nossa compreensão sobre a dinâmica do capitalismo ao colocar sua contradição fundamental na relação entre o crescimento econômico e o rendimento do capital. O capital no século XXI nos obriga a refletir profundamente sobre as questões mais prementes de nosso tempo.

[/tab]
[/tabs]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s