cineasta

A maior palhaçada da história do Oscar

Na entrega do prêmio mais importante da noite, o Oscar de melhor filme, o último a ser entregue na cerimônia, assistimos a maior gafe possível para qualquer evento que haja premiação – a saber – a troca de envelopes. O constrangimento foi tão grande, que por alguns minutos, a América e o mundo esqueceram Donald Trump. Confira os vencedores.

Anúncios

Documentário sobre Direitos Civis merece Oscar

A simples pertinência do assunto em um momento tão delicado para os EUA e para o mundo já seria o bastante, contudo o documentário de Raoul Peck, ‘Eu Não Sou Seu Negro’, tem méritos de sobra para ganhar a estatueta. As novas gerações poderão conhecer um pouco mais, do quanto já fizemos pelos Direitos Humanos.

Todas as indicações ao Oscar 2017

G1 – A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciou os indicados às 24 categorias do prêmio na manhã desta terça-feira (24). A 89ª edição da cerimônia acontecerá em 26 de fevereiro, em Los Angeles. O apresentador será Jimmmy Kimmel, escolhido após comandar o Emmy em 2012 e em 2016.

Pepe Mujica – O Filme

O cineasta Emir Kusturica foi escolhido pelo próprio ex-presidente uruguaio para dirigir o filme de sua vida. O presidente uruguaio teve, em troca, que se colocar às ordens do realizador e interpretar algumas cenas, segundo contou Sigman em agosto. “Eu não sou um documentarista, você vai ter que atuar”, lhe advertiu Kusturica antes de começar o projeto.

Orson Welles – Cineasta

“É preciso ter dúvidas. Só os estúpidos têm uma confiança absoluta em si mesmos … Com relação aos meus filmes, creio que não se baseiam tanto na procura como numa pesquisa . Se estivermos procurando por algo, o labirinto é o local mais adequado para a investigação.” Orson Welles